Conheça Holambra – São Paulo, a Capital das Flores

HOLAMBRA = HOLanda + AMérica + BRAsil, esse foi o nome dado pelos holandeses que aqui chegaram depois da Segunda Guerra Mundial e fundaram o município do estado de São Paulo. Logo na entrada da cidade o Memorial do Imigrante em homenagem à eles. Os imigrantes camponeses começaram a se estabelecer com a criação de porcos e galinhas mas porteriormente deram início ao cultivo de flores, o que virou marca do local. Atualmente, Holambra é a Capital das Flores.

Como Holanda é abaixo do nível do mar, sendo muitas áreas de pântanos e muita umidade, os holandeses utilizavam sapatos de madeira. Chegando ao Brasil, trouxeram seus costumes e, assim como as flores, os sapatos de madeira são peças de decoração em toda cidade. No Museu Histórico de Holambra é possível conhecer a história da cidade com vídeos, maquetes e diversas peças culturais. Inclusive, tem a Casa dos Pioneiros que é uma cópia exata das casas dos imigrantes e os sapatos de madeira de diversos tamanhos que você pode experimentar. O valor da entrada no museu para adultos é de R$ 5,00 e para crianças, idosos e estudantes é de R$ 3,00.

Além de ser um ponto turístico, o Moinho dos Povos Unidos, fez o moinho de vento ser uma marca do município. Inaugurado em 2008 com 38 metros de altura, é possível ter uma vista panorâmica da cidade. A entrada no moinho custa R$ 10 a inteira e R$ 5 a meia-entrada (outubro de 2019). Dentro do moinho é possível comprar lembrancinhas e ver, a cada andar, réplicas e fotos de moinhos, além de guias contando a sua história.

Atrás do Moinho tem o Núcleo dos Artesãos com lojinhas de lembrancinhas, artesanato e lanches. Falando em lanche, não esqueça de experimentar os sorvetes de flores. Sempre tem nos sabores rosas, hibisco, lavanda e torta alemã (que é uma delícia). Ao lado do Moinho, tem o Portal do Moinho que tem modelo de moinho também e diversos vasos de plantas. Bem bonitinho.

Boulevard Holandês

Boulevard Holandês

Chegando na entrada de Holambra, você já começa ver vários galpões vendendo flores por preços bem acessíveis. No centro, tem guias oferecendo passeio para as plantações de flores. O que perguntei era R$ 45 por 2h de passeio e havia diversos horários disponíveis. Uma curiosidade: as plaquinhas de sinalização da cidade tem formato de flor (Vide foto destaque).

Conhecida como Boulevard Holandês, a Rua Dória Vasconcelos tem umas lojinhas com estilo arquitetônico bem característico, além de diversos restaurantes e bancos.

Praça dos Coqueiros – Foto: Prefeitura de Holambra

Holambra é pequena e tem diversos pontos de visitação próximos. A Prefeitura de Holambra tem arquitetura estilizada, diversas flores e painéis pra tirar foto também. Mais “afastada” é a Torre do Relógio, uma praça com o relógio que marca a hora de verdade e parquinho para a criançada. Pra quem gosta de tirar fotos com aqueles letreiros “Eu amo (nome do local)”, o de Holambra se encontra na Praça dos Coqueiros. Em frente ao Praça dos Coqueiros, também tem o Parque Van Gogh com o Lago do Holandês. Neste espaço acontece diversas exposições e atrações culturais.

Deck do Amor

A Praça do Amor tem bancos de madeira e uma ponte sob o Lago Vitória Régia, onde os casais colocam cadeados. Esta praça fica próximo ao Museu Histórico de Holambra, já citado, na Alameda Maurício de Nassau.

Ainda na Alameda Maurício de Nassau, tem o Parque da Explora, além de painéis com fotos e diversas casinhas com arquitetura típica. Quando fomos, em outubro de 2019, tinha esses guarda-chuvas nesse trecho em frente às casinhas. Além de orelhão no formato de sapato de madeira, havia também uma réplica do sapato que dá para entrar dentro para tirar fotos.

Durante todo o mês de Setembro, ocorre a Expoflora. Evento que atrai diversos turistas com diversas atrações e por ser maior exposição de flores e plantas ornamentais da América Latina. A primeira edição foi em 1981 e desde o evento então atrai turistas para a Holambra de forma exponencial. Outros eventos que ocorrem em Holambra que atrai muitos turistas são: Carnaflores (Carnaval), o Dia do Rei (29 de abril), o Aniversário de Holambra (27 de Outubro) e Noeland (Final de Novembro a Dezembro).

Mesmo que não dê para ir em épocas de eventos, vale a pena conhecer a localidade. Sempre florida, pequena e bem turística, Holambra é muito aconchegante e delicada. Vale a pena conhecer.

    

Se for conhecer Holambra, compartilhe com a gente! Todas as fotos são de arquivo pessoal.

Confira o site do Museu de Holambra, http://www.museuholambra.com.br/.

    

Até a próxima. Vlw, flws!

Social Links

Taynara Matos

Mestranda em Química Orgânica na UFC, Ex-Bolsista do CsF - EUA (2013-2014).
Taynara Matos
Social Links

Últimos posts por Taynara Matos (exibir todos)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *